A rede social profissional LinkedIn divulgou um levantamento com as 15 profissões em alta para este ano de 2020. Chamado de “Profissões Emergentes”, o levantamento mostra que o gestor de redes sociais ocupa a primeira posição do ranking, seguido pelo engenheiro de cibersegurança e o representante de vendas.
O estudo é feito a partir de informações do LinkedIn e destaca as profissões que estão experimentando um grande crescimento e o que isso significa para a força de trabalho.
As profissões ligadas aos setores de tecnologia da informação e internet foram as que mais apareceram lista, com 13 de 15 cargos relacionados a algum deles.
Dentre as profissões estão cargos como o engenheiro de cibersegurança e cientista de dados, que têm sido contratados também pelo segmento financeiro e bancário, como grande movimento das fintechs e bancos digitais. O próprio setor financeiro em si aparece em duas profissões: investidor day trader e consultor de investimentos.
Além disso, um dos destaques é a profissão de motorista. Ao observar os três setores da economia que mais devem demandá-los no próximo ano, constata-se que, entre eles, estão as empresas ligadas a internet e a serviços e facilidades ao cliente, como os aplicativos de transporte de passageiros e os de compras e entregas. O segmento de logística também aparece na segunda posição no índice de contratações.
“Ao pensar a carreira no médio e no longo prazo - seja para permanecer em uma posição ou mudar - devemos mapear os riscos para assumir as responsabilidades do caminho que vamos seguir. Neste processo, a análise das informações disponíveis se torna essencial para tomar a decisão certa”, defende Milton Beck, diretor geral do LinkedIn para a América Latina. “Esperamos que essa lista seja um norte para as pessoas que estejam nessa transição ou ainda, no início da carreira”, complementa.
O relatório foi feito com base em dados de usuários do LinkedIn com perfis públicos que tenham ocupado uma ou mais posições em tempo integral no Brasil nos últimos cinco anos. A partir de uma análise minuciosa, identifica-se o grupo de profissões que mais se movimentaram no período e aplica-se, a cada uma delas, uma fórmula que inclui o número de contratações e a taxa de crescimento anual entre 2015 e 2019 para mapear as que tiveram maior expansão.
Esta é a primeira vez que a lista é segmentada por país. Além do ranking das posições emergentes no Brasil, a pesquisa também elenca as habilidades mais requisitadas e os setores que mais contratam cada uma delas.